Programa de Engenharia Nuclear da COPPE/UFRJ
Menu
Nuclear Notícias

MPF pede na Justiça a suspensão da transferência de lixo atômico das usinas de Angra.
https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2020/10/13/mpf-pede-na-justica-a-suspensao-da-transferencia-de-lixo-atomico-das-usinas-de-angra.ghtml

Artigo: Usando la teoría de las probabilidades en los análisis de confiabilidad de sistemas

 

NuclearNotícias – Edição de 21/09/2020 – Ano II – Nº 533.

☢  *INDÚSTRIA NUCLEAR*  ☢

AIEA aponta papel contínuo para nuclear

A Agência Internacional de Energia Atômica divulgou suas últimas projeções para tendências de energia, eletricidade e energia nuclear até 2050. Em comparação com o ano anterior, as projeções para 2020 estão praticamente inalteradas. No cenário de alto nível, os analistas da AIEA esperam um aumento da capacidade global de geração de energia elétrica nuclear em 82% para 715GW. No cenário de baixo nível, cairá 7% para 392GW.

“As últimas projeções anuais da AIEA mostram que a energia nuclear continuará a desempenhar um papel fundamental no mix de energia de baixo carbono do mundo, com a capacidade elétrica nuclear global vista quase dobrando até 2050 em nosso cenário de alto nível. A mitigação das mudanças climáticas continua sendo um dos principais potenciais impulsionadores para a manutenção e ampliação do uso da energia nuclear”, disse o diretor-geral da AIEA, Rafael Mariano Grossi.

A 40ª edição das Estimativas de Energia, Eletricidade e Energia Nuclear para o Período até 2050 fornece tendências globais detalhadas da energia nuclear por região. O relatório apresenta suas projeções para a capacidade de geração de energia elétrica nuclear como estimativas baixas e altas. Eles refletem diferentes cenários para a implantação mundial desta fonte de energia de baixo carbono.

Leia mais em: https://www.neimagazine.com/news/newsiaea-sees-continued-role-for-nuclear-8141484

AIEA está pronta para ajudar em todos os desafios globais, diz Grossi

A luta contra a pandemia coronavírus ressaltou o importante papel que a Agência Internacional de Energia Atômica desempenha nas principais crises que o mundo enfrenta, disse hoje seu diretor-geral, Rafael Mariano Grossi, em seu discurso de abertura da 64ª sessão ordinária da Conferência Geral da AIEA. Essas observações foram além de uma declaração formal publicada pela agência enquanto ele falava com os participantes da conferência, tanto em Viena quanto através de livestreaming do evento.

A AIEA, que tem 172 Estados-Membros, auxiliou 147 países e territórios no ano passado através do nosso programa de cooperação técnica, dos quais 35 eram países menos desenvolvidos. O foco principal do nosso trabalho foi a saúde e nutrição, segurança nuclear e segurança, e alimentação e agricultura.

“Este ano tem sido extraordinariamente difícil e ainda é, e temos tantos desafios pela frente, mas cada desafio redobra nossa determinação de fazer bem e fazer o que é esperado de nós da melhor maneira possível”, disse Grossi.

Leia mais em: https://www.world-nuclear-news.org/Articles/IAEA-works-to-help-every-global-challenge,-says-Gr

 

Página anterior